Perfil::Helena Almeida

Helena Almeida, é uma artista plástica portuguesa.

Iniciou a sua carreira no final da década de 1960 e é uma figura incontornável no panorama artístico português contemporâneo. Autora de uma obra multifacetada, sintonizada com as práticas artísticas mais avançadas da época, viria a centrar-se num território onde o seu próprio corpo é elemento nuclear.

Estado para um enriquecimento interior

Entre os vários conjuntos de trabalhos produzidos ao longo de décadas — para os quais recebeu merecido, embora tardio, reconhecimento crítico –, é difícil destacar um somente, posto que quase todos expressam um mesmo compromisso inquebrantável com o que a afeta e fascina.

“a minha obra é o meu corpo, o meu corpo é a minha obra”

Nunca houve, em seu percurso, espaço ou tempo para distrações ou concessões ao novidadeiro. Debruçar-se sobre um desses conjuntos, contudo, é também de algum modo discutir a obra toda da qual faz parte.

Fotografia da série Seduzir, de Helena Almeida, 2002

A artista representou Portugal na Bienal de Veneza por duas ocasiões: em 1982 e em 2005, e na Bienal de São Paulo, em 1979, e em 2004, participou na Bienal de Sidney.

Fonte: Calouste Gulbenkian, Revista Zum

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *