Festival de Fotografia de Tiradentes 2020

O Festival de Fotografia de Tiradentes – Foto em Pauta chega à sua décima edição em 2020. Entre os dias 18 e 22 de março, a cidade será palco de diversas exposições, workshops, palestras, debates, leituras de portfólio, projeções de fotografias e atividades educativas voltadas para a comunidade local.

Reafirmando seu compromisso com a qualidade da programação, o Festival proporciona ao público ricas experiências e trocas com profissionais de renome nacional e internacional, cuja produção artística é representativa no cenário da fotografia brasileira.

Exposições confirmadas:

[O que os olhos alcançam – Cristiano Mascaro]

Curadoria: Rubens Fernandes Junior

Imagens da carreira do artista, atuante há 50 anos na cena fotográfica brasileira e internacional. A mostra é um recorte da exposição realizada no Sesc São Paulo em 2019.Cinzas do Norte

[Cinzas do Norte]

Curadoria: João Castilho e Pedro David

A exposição Cinzas do Norte é resultado de uma viagem curatorial realizada pelo projeto Foto em Pauta na estrada, passando por Belém, Manaus, Rio Branco e Porto Velho. 34 artistas tiveram trabalhos selecionados para a exposição coletiva:

Alberto Bitar (PA), Alberto César Araújo (AM), Alexandre Sequeira (PA), Andréa Bernardelli (AP), Beethoven Delano (RO), Bruno Kelly (AM), Coletivo Madeirista (RO), Danilo de S’Acre (AC), Dharcules Pinheiro (AC), Duda Santana (PA), Fabiano Carvalho (AC), Felipe Fernandes (AM), Hannah Lydia (AC), José Viana (PA), Joyce Nabiça (PA), Juliana Pesqueira (AM), Katja Hölldampf (PA), Marcela Bonfim (RO), Miguel Chikaoka (PA), Nayara Jinknss (PA), Nailana Thiely (PA), Natali Araújo (RO), Nico Ambrosio (AM), Paulo Desana (AM), Raio Verde (PA), Raphael Alves (AM), Renata Kelly da Silva (RO), Rodrigo José Correia (PA), Saulo de Sousa (RO), Suzane Oliveira (PA), Ubiratan Surui (RO), Ursula Bahia (PA) e Walda Marques (PA).

[Através do Olhar  |  Curadoria: Thaís Rocha]

A mostra reúne trabalhos das fotógrafas Aparecida Silva, Fernanda Dias, Thaís Alvarenga e Valda Nogueira. As autoras, oriundas da zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, apresentam um olhar sobre seus territórios com registros sobre a paisagem urbana e os modos como os grupos se apropriam dos seus lugares criando suas próprias formas de sociabilidade e códigos de convivência, ao mesmo tempo em que circulam para documentar os saberes e práticas culturais e religiosas de comunidades tradicionais espalhadas pelo Brasil, valorizando a memória e as formas de resistência destes grupos.

[Beira mundo, o que se vê além dos olhos – Juliana Lima]

A exposição é um convite da fotógrafa Juliana Lima para uma reflexão de como estamos enxergando o mundo em que vivemos, e como estamos nos posicionando e nos expressando nele. A mostra também oferece um olhar antropológico e artístico sobre diversas culturas através das inúmeras viagens que a fotógrafa fez pelo mundo. São obras que expressam momentos, costumes e comportamentos de povos e habitats.

[Scott MacLeay: 40 Anos de Provocação]

Exposição retrospectiva das obras do artista canadense Scott MacLeay, cuja prática em novas mídias compreende fotografia, multimídia, vídeo e composição musical, abrange o período de 1979 a 2019. A exibição apresenta trabalhos analógicos em preto e branco e em cores, e inclui desde impressões dicromáticas que utilizam o processo “carvão” de Fresson, produzidas entre 1979 e 1988, e impressões “ink & scan”, a obras musicais dos anos 90, bem como trabalhos recentes em fotografia e vídeo voltados à arte performática interativa.

[Deslocamentos | Curadoria: Renato Negrão]

Fotógrafos: Andrea Angelo, Angela Barros, Cristina Pye, Eduardo Sandeville, Fernanda Fernandes, Giancarlo Ceccon, Malu Mesquita, Maximo Hernandez, Paulo Henrique Cruz , Pradip Mazumder, Ubiratan Surui, Ricardo Tokugawa, Sandra Carrillo, Sérgio Silveira, Socorro Monteiro e Vera Resende.

Desde que a fotografia surgiu, no século 19, o mundo passou a ser revelado pelas lentes dos fotógrafos. É comum a ideia de que a fotografia é um grande passaporte, uma espécie de convite para que os fotógrafos partam para lugares onde não iriam se não fosse para fotografar. O curador Renato Negrão convidou alguns profissionais para mostrar séries realizadas em viagens, nos mais diversos países.  “Deslocamentos” é sobre a experiência pessoal de cada um, o que escolheram mostrar de suas andanças pelo mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *