”A cidade se perde nas ausências…”

Uma representação do vazio e do silêncio, por Márcio Borsoi

Sair à noite pela cidade minimiza esse confinamento necessário. Tempo sombrio.

As pessoas não têm mais rostos, somos todos iguais cobertos de branco, um branco imaculado, mas mortal e eu no meu automóvel me sinto protegido.Ilusão traiçoeira.


Penso em Hopper e sigo em frente.

Nasci no Rio de Janeiro e moro em Brasília.

O começo na fotografia foi na década de 70, ainda como estudante de arquitetura. Após um longo período de abandono onde me formei administrador, retorno em 2009 para a fotografia principalmente de arquitetura de interiores.

Atualmente me dedico a fotografia autoral, tenho trabalhos selecionados em Festivais, livros e exposições, individuais  e coletivas, no Brasil e no exterior.

Sou urbano e um observador do cotidiano, o banal das cidades me atrai e uma fotografia com elementos naturais e orgânicos me apraz.

Fotografar é um ato poético e o minimalismo recorrente, “O menos é mais”. 

Minha formação na fotografia vem de Workshops e cursos de História da Arte, estudos teóricos e das obras dos fotógrafos que são minhas referências.

Site

Instagram: @marcioborsoi

8 Replies to “”A cidade se perde nas ausências…””

  1. Show de trabalho, parabéns!

    Responder

  2. Alessandra França 31/03/2020 at 15:24

    Belo ensaio!!
    E ter Hopper como inspiração foi incrível…

    Responder

  3. Iderval Miranda 31/03/2020 at 15:46

    Bravo!!!

    Responder

  4. Gisele Santos 31/03/2020 at 16:48

    Quão sutil e incisivo é o teu olhar! Parabéns!

    Responder

  5. Fernando Bizerra 31/03/2020 at 17:41

    Menos sempre é muito mais. Parabens pelos recortes maravilhosos caro Marcio.!

    Responder

  6. Lindissimo. E amei a bio.

    Responder

  7. João Black 01/04/2020 at 14:57

    Parabéns sempre! Você é um artista fotógrafo extremamente honesto com a tua fotografia. Um mestre na arte do olhar, provavelmente um dos melhores do mundo.

    Responder

  8. ana mattos 02/04/2020 at 15:42

    Gosto muito do que venho acompanhando de seu trabalho no grupo com fotos incríveis.. Essa busca por captar o silencio e o vazio me atrai.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *