Workshop de Paisagem
abril/2020

Início: abril 2020
Horário: das 19h às 22h
Duração: 3h/aula

Nível de exigência: iniciante
Pré-requisitos:  computador com acesso à internet e disponibilidade no horário da aula
Público-alvo:  fotógrafos amadores, arquitetos, viajantes frequentes

Fotografia de paisagem é um gênero explorado por quase todos os fotógrafos, pelo menos uma vez na vida. Alguns tiveram sucesso com suas tentativas e continuaram este trabalho. Outros desistiram devido a vários motivos. A verdade é que contar uma estória através de uma fotografia de paisagem é muito mais complexo do que se pode imaginar. Transmitir a mensagem através de diferentes assuntos requer pensar fora da caixa. A oficina de fotografia de paisagem propõe um mergulho nessas possibilidades.

Professor

Fotógrafo fine art, Humberto Lemos tem foco na fotografia minimalista com influência oriental. Atua como coordenador e professor no Espaço f/508 de Fotografia. Realizou a curadoria de diversas exposições e publicações virtuais, e desenvolveu projetos de inclusão social como o Retratando com Alma (2005), oficina fotográfica realizada com deficientes visuais, e o Libertas CAJE (2008), realizado com os internos da instituição. Foi professor da Secretaria de Cultura do Distrito Federal de 2005 a 2007. Recentemente inaugurou a individual Vulcânicas. Portfólio: www.humbertolemos.com


Investimento

30€

Formas de pagamento: dinheiro, cheque ou transferência bancária

Fotografia de Produtos para E-commerce
setembro/2020

Início: setembro 2020

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: câmera fotográfica ou celular com câmera
Público-alvo: fotógrafos amadores, empreendedores, blogueiros, influencers com interesse em comércio eletrônico de produtos

Produzir fotografias de qualidade que valorizem produtos distintos e suas matérias primas pode ser extremamente desafiador. A Oficina é focada na técnica para uma criação fotográfica voltada à venda online, com atenção a composição e iluminação ideais para cada situação.

Programa

. Montagem e produção
. Estúdio caseiro
. Iluminação
. Equipamento necessário
. Propostas com fotografia mobile
. Composição imagética
. Uso de paletas de cor
. Referências
. Linguagem visual
. Imagem conceito x imagem produto
. Utilização de ângulos

Professora

Bacharel em Artes Plásticas pela Universidade de Brasília (UnB), Raquel Pellicano é fotógrafa e artista visual, com produção de forte cunho autoral, e experimentações em linguagem fotográfica. Com 31 anos, ministra cursos na área e está à frente do estúdio e da galeria do Espaço f/508 de Fotografia. Comercialmente fotografou diversos editoriais de moda, com trabalhos publicados nas revistas Vogue Brasil, Trip, Playboy e Tabu. Em 2012, realizou uma palestra sobre fotografia e Retrato à convite da Fnac Brasília. Desenvolve atualmente os projetos Remanescências, Desmanches e Pertencimentos.



Investimento: €30

Formas de pagamento
À vista: dinheiro, transferência bancária

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Workshop de Fotografia de Gastronomia
setembro/2020

Início: setembro 2020

Nível de exigência:intermediário
Pré-requisitos:câmera fotográfica ou celular com câmera
Público-alvo: fotógrafos amadores e profissionais, blogueiros, viajantes frequentes com interesse na área

A oficina visa proporcionar aos alunos a produção de portfólio além de fornecer referências visuais e técnicas na área da fotografia de gastronomia, que demanda rigor estético e conhecimentos específicos para a sua execução. O curso é destinado a fotógrafos amadores e profissionais que tenham interesse em obter maior domínio e experiência na fotografia de alimentos.

Professora

Bacharel em Artes Plásticas pela Universidade de Brasília (UnB), Raquel Pellicano é fotógrafa e artista visual, com produção de forte cunho autoral, e experimentações em linguagem fotográfica. Com 31 anos, ministra cursos na área e está à frente do estúdio e da galeria do Espaço f/508 de Fotografia. Comercialmente fotografou diversos editoriais de moda, com trabalhos publicados nas revistas Vogue Brasil, Trip, Playboy e Tabu. Em 2012, realizou uma palestra sobre fotografia e Retrato à convite da Fnac Brasília. Desenvolve atualmente os projetos Remanescências, Desmanches e Pertencimentos.



Investimento €30

Formas de pagamento
À vista: dinheiro, transferência bancária

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Curso Profissional de Fotografia
outubro/2020

Início: outubro de 2020

Horários:
Terças-feiras: 19h às 22h
Quintas-feiras: 19h às 22h
Carga horária: 75 hrs/aula

Nível de exigência:  intermediário
Pré-requisitos: domínio de fotometria, equipamento com modo manual
Público-alvo:  fotógrafos amadores com interesse em se especializar em fotografia comercial

O Curso Profissional de Fotografia do f/508 visa à formação técnica de quem procura essa atividade como profissão ou meio de expressão pessoal.

Através de uma imersão em diversas vertentes de atuação, o aluno vai adquirir o domínio de técnicas de iluminação e direção de pessoas, fotografia de gastronomia, fotografia de still, ambientes, estúdio, retrato, moda, fotojornalismo, fotografia social e demais segmentos oriundos da fotografia comercial.

Professores

Fotógrafo fine art, Humberto Lemos tem foco na fotografia minimalista com influência oriental. Atua como coordenador e professor no Espaço f/508 de Fotografia. Realizou a curadoria de diversas exposições e publicações virtuais, e desenvolveu projetos de inclusão social como o Retratando com Alma (2005), oficina fotográfica realizada com deficientes visuais, e o Libertas CAJE (2008), realizado com os internos da instituição. Foi professor da Secretaria de Cultura do Distrito Federal de 2005 a 2007.

Bacharel em Artes Plásticas pela Universidade de Brasília (UnB), Raquel Pellicano é fotógrafa e artista visual, com produção autoral e experimentações em linguagem fotográfica. Comercialmente, é especializada em retratos, nu feminino e registros de viagens. Com 31 anos, é sócia do Espaço f/508 de fotografia, ministra cursos e oficinas e está à frente do estúdio fotográfico. Criou o programa do curso de pós graduação em Fotografia como Suporte para a Imaginação, que teve início em março de 2018. Assinou diversos editoriais de moda, com trabalhos publicados nas revistas Vogue Brasil, Trip, VIP e Playboy.

Fotografia: Humberto Lemos
Fotografia: Raquel Pellicano
Fotografia: Raquel Pellicano

Programa do curso

Módulo Tratamento de Imagem – Teoria e prática
. Tratamento de imagens usando Lightroom 6 e Photoshop CC. Workflow: organização e classificação de arquivos. Apresentação das interfaces e suas ferramentas. Interpolação e corte. Correção de perspectiva. Fotografia P&B. Fotografia em cor. Distorção. Máscaras. Tratamento de imagem para pele. Tipos de arquivo. Gerenciamento de Cores: Espaços de cor. Balanço de branco, exposição, contraste, saturação, cores, nitidez. Limpeza da imagem: Remoção de sujeira do sensor. Preparação de arquivos para impressão fine art. Elaboração de folha de contato. Montagem gráfica: dípticos e trípticos.

Módulo Composição Avançada
Leis da Gestalt (Unidade, segregação, unificação, continuidade, proximidade, semelhança, pregnância da forma); Conceituação e propriedades (Forma, Forma/Ponto, Forma/Linha, Forma/Volume); Categorias Conceituais(Harmonia/Ordem, Harmonia/Regularidade, Desarmonia,Equilíbrio/Simetria, Equilíbrio/Assimetria, Equilíbrio/Peso e direção, Contraste/Luz e tom, Contraste/Ritmo, Contraste/Passividade; Técnicas visuais: clareza, simplicidade, minimidade, complexidade, redundância, aleatoriedade, fragmentação, sutileza, distorção, profundidade, superficialidade, sequencialidade; O uso da cor e da luz.

Fotografia Social
. Os ramos da fotografia social, suas especificidades e mercado. Estilos na fotografia de casamentos, equipamentos e suas aplicações. O uso de flash. Elaborando o orçamento. O papel da equipe na fotografia. Workflow: organização dos arquivos e particularidades do tratamento de imagem. Apresentação do produto final.

Fotografia de Produtos
O módulo tem o intuito de oferecer aos alunos condições de aprender, na prática, as nuances dos diversos tipos de trabalhos que é possível se fazer em estúdio. Varejo, Metal, Vidro, Jóia e Branco sobre branco.

Retrato e moda – Teoria e prática
. Escolha do meio digital/analógico. Escolha da Locação. Sugestões de lentes adequadas. Tipos de trabalho: book, editorial de moda, catálogo, look-book, fotografia publicitária, lifestyle, ensaios, retratos corporativos, retratos autorais.
O conceito na fotografia de moda. Breve história da fotografia de retrato e moda. Análise de trabalhos de fotógrafos renomados. O papel do stylist (produção fashion e comercial). O papel do maquiador. Uso do fotômetro. Esquemas de iluminação em estúdio. Uso do flash de estúdio. Sincronização. Direção de modelos. Uso do rebatedor. Foto externa. Luz dura/luz suave. Apresentação e análise de portfólio dos alunos. Fotografia de crianças. Fotografia em desfiles (pit). Buscando uma linguagem autoral. Diferenças entre fashion, comercial e conceitual. Seleção do modelo. Orientação sobre o mercado.

Nu fotográfico em estúdio – Teoria e prática
. Composto essencialmente por aulas práticas realizadas em estúdio, o curso será orientado na direção de um nu artístico, buscando o estudo de ângulos que valorizem as formas femininas. Luz e sombra. Luz sobre luz. Contraluz. Luz de recorte. Ângulos corretivos.

Projeto Final
. O curso visa orientar o aluno a construção de um portfólio comercial, desenvolver um projeto autoral e criar identidade visual para os seus trabalhos.

Inclui certificado


Investimento

€750

Formas de pagamento: dinheiro, cheque, transferência bancária

Introdução à produção autoral / Documental Imaginário
outubro/2020

Início: outubro/2020

Horários
Quartas: das 19h às 21h (aulas teóricas)

Total: 10 aulas
Duração: 4 semanas
Carga horária: 20 h/aula

Nível de exigência: básico, com disponibilidade para produção intensa
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: Artistas, arquitetos, fotógrafos, designers e interessados em desenvolver projetos e porftólio artístico autoral

Voltado para fotógrafos amadores  ou profissionais que invistam em um trabalho de cunho autoral e no desenvolvimento de séries imagéticas, o curso é composto por 3 módulos correlacionados: fotografia autoral, séries e ateliê fotográfico. Visa uma criação focada no escoamento da produção para exposições fotográficas, livros e outros formatos de apresentação de projetos autorais conceitualmente estruturados.

Programa do curso

Módulo 1: Autoral

A partir de um material imagético previamente concebido, o aluno entenderá os diversos aspectos envolvidos no processo de curadoria de seus trabalhos e construção de narrativas. De forma lúdica, os exercícios propostos em aula pretendem provocar maior compreensão sobre o subjetivo, a identidade fotográfica e capacidade de resolução de incógnitas.

Módulo 2: Séries

O processo de seriação é um contínuo aprendizado que está intimamente relacionado ao domínio da leitura de imagens, à interpretação do universo simbólico imagético, e a um profundo conhecimento de si mesmo e das questões que perpassam e estimulam o processo criativo de cada um. O módulo oferece aos participantes a oportunidade de exercitar, individual e coletivamente, diferentes caminhos de edição e curadoria aplicáveis ao seu trabalho e à criação de outro artista, visando a organização de portfólios e exposições. Ao longo do curso, alguns temas nortearão a produção fotográfica: a Cidade, a Arte, o Corpo, o Contemporâneo.

Módulo 3: Ateliê

O módulo pretende estimular o pensar fotográfico por meio do estudo de diferentes linguagens e poéticas, análise de ensaios e projetos. O objetivo é preparar os alunos para terem domínio e autonomia diante de etapas necessárias na criação e realização de um trabalho fotográfico autoral: elaboração, planejamento, produção de imagens, edição do material e exibição.

Professor

Fotógrafo fine art, Humberto Lemos tem foco na fotografia minimalista com influência oriental. Atua como coordenador e professor no Espaço f/508 de Fotografia. Realizou a curadoria de diversas exposições e publicações virtuais, e desenvolveu projetos de inclusão social como o Retratando com Alma (2005), oficina fotográfica realizada com deficientes visuais, e o Libertas CAJE (2008), realizado com os internos da instituição. Foi professor da Secretaria de Cultura do Distrito Federal de 2005 a 2007. Portfólio: www.humbertolemos.com


Investimento:

Formas de pagamento. À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [5% de desconto]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Cine f/508 apresenta: Elena, um filme de Petra Costa

O filme premiado brasileiro de 2012, dirigido por Petra Costa, será exibido gratuitamente no Espaço f/508, dia 29 de janeiro, às 19h. Os ingressos estarão disponíveis para retirada 1 hora antes do início da sessão. ⠀⠀

⠀⠀⠀
“O tom poético nas imagens e na trilha sonora conferem ao filme uma beleza impressionante, impulsionada pela sinceridade explícita demonstrada pela diretora na história retratada.”

AdoroCinema

Bate-papo sobre Mulherismo Africana, Matriarcado e Danças Afro | 15/03, às 19h

Abrindo a nossa programação gratuita do mês de março, teremos um bate-papo com a jornalista e dançarina especialista em estilos Afro Jô Gomes.

O bate-papo acontecerá no Espaço f/508 (CLN 413 Bloco D sala 113), no dia 15/03, a partir das 19h.

O encontro será dividido em duas partes: bate-papo e vivência. As inscrições são gratuitas; basta enviar um email para cursof508@gmail.com com nome completo e um email para contato.

“Mulherismo africana” é um termo cunhado por Clenora Hudson-Weems no final da década de 1980, pretendido como uma ideologia que se aplica a todas as mulheres afro-descendentes. Baseia-se na cultura africana e no afrocentrismo e concentra-se nas experiências, lutas, necessidades e desejos das mulheres da diáspora africana; se distingue do feminismo ou do mulherismo de Alice Walker. O mulherismo africana presta mais atenção e dá mais enfoque às realidades e injustiças da sociedade em relação à raça. Clenora Hudson-Weems procurou criar uma ideologia específica para mulheres africanas e afro-descendentes, acreditando que a sua criação separa as realizações das mulheres africanas dos intelectuais africanos, do feminismo e do feminismo negro.

Jô Gomes é dançarina especializada em estilos Afro (Danças Afro-brasileiras, Kuduro, Afro House, Dancehall, Azonto, Hip Hop, Funk e Passinho). Atualmente é professora de Dancehall, Funk, Danças Urbanas e Danças Afro. Estuda História Geral da África e Matriarcado Africano no Instituto Hoju e é pós-graduanda em Dança e Consciência Corporal (Estácio). Jornalista e especialista em Gestão de Políticas Públicas de Gênero e Raça pela Universidade de Brasília, compreende a importância das artes e da mídia para a construção e desconstrução de estereótipos e preconceitos.

Cine f/508 apresenta: Mulheres no Cinema DF | 23/03, às 10h

Não tem mais volta. O olhar das mulheres está cada vez mais presente nas telas de cinema do Brasil e do mundo. No Distrito Federal, não poderia ser diferente. Cada vez mais realizadoras constroem narrativas, formam suas equipes, compartilham seus olhares e oferecem a essa atividade, até então tão ocupada por homens, uma nova forma de existir.

Ficção, documentário e o cinema híbrido, não há linguagem audiovisual que resista a essa revolução, como veremos na sessão Mulheres no Cinema DF, que será realizada no Espaço f/508 com a presença das realizadoras Camilla Shinoda, diretora do curta “Não é pressa, é saudade”; Lorena Figueiredo, diretora do documentário “Intervenções Urbanas”; e de Paula Passos e Martha Suzana, respectivamente atriz e sonidista da ficção “Coração é terra que ninguém vê” – dirigida por Isabela Vitório.

A curadoria de Camilla Shinoda busca mostrar a diversidade da produção feminina do DF e deixa claro que lugar de mulher é no cinema sim, independente do gênero cinematográfico.

A mostra acontecerá no Espaço f/508 (CLN 413 Bloco D sala 113), no dia 23/03, a partir das 10h. As inscrições são gratuitas; basta enviar um email para equipef508@gmail.com com nome completo e um email para contato.

Sinopse dos curtas

Coração é terra que ninguém vê, de Isabela Vitório 
Marilene busca um lugar de afeto e acredita que vai encontrá-lo ao lado de seus netos

Não é pressa, é saudade, de Camilla Shinoda
Uma carta de amor ficcional proporciona um encontro real. João – um ator brasiliense – convida Marcela, uma garota pernambucana (que não é atriz), para conhecer Brasília. A visita será guiada por um roteiro afetivo de lugares importantes para a vivência real do ator na cidade em que nasceu. A construção de intimidade entre o casal de desconhecidos é acompanhada pela equipe de cinema. Documentário e ficção se misturam para contar a história desse encontro. 

Intervenções Urbanas, de Lorena Figueiredo
Intervenção Urbanas busca apresentar um novo olhar sobre o Distrito Federal, por meio das intervenções urbanas presentes no concreto da rua. Os inimagináveis assuntos, muitas vezes, esquecidos diante da rotina. São contrastados e interrogados, constituindo um personagem vivo no meio urbano.

Cine f/508 apresenta: Construindo Pontes | 20/02 às 19h

O próximo filme do Cine f/508 será o documentário “Construindo Pontes”, de Heloisa Passos.

Heloisa Passos, a cineasta, é filha de Álvaro, um engenheiro civil que viveu seu auge na carreira durante a ditatura militar no Brasil. No entanto, o momento que para ele foi uma oportunidade de mostrar seu trabalho, para outros, como para sua própria filha, foi um tempo marcado pelo autoritarismo. Agora, entre memórias do passado e um futuro incerto diante da atual instabilidade política no País, pai e filha procuram outras formas de enxergar o mundo.

Diário de viagem: ws + trip fotográfica | janeiro de 2019

Viajar é sempre uma grande experiência. Novos aromas, sabores, culturas e, claro, visuais de tirar o fôlego são parte de um roteiro inesquecível. Voltado para fotógrafos profissionais e amadores, o Workshop Diário de Viagem propõe uma nova abordagem acerca da fotografia de registro de viagens, uma lembrança reinventada. A proposta é instigar uma reciclagem do olhar para pequenos detalhes e sutilezas que podem compor um diário de viagem poético, tão encantador quanto o momento vivenciado. Teremos algumas aulas e visitaremos os arredores de Brasília, mas o roteiro completo é surpresa!

Sobre a Trip f/508

Nosso encontro acontece nos dias 19, 20 e 28 de janeiro de 2019. Para os participantes, o f/508 oferece:

Sábado, dia 19:
09h às 10h – Brunch do Quintal f508;
10h às 12h – Aula sobre Fotografia de Viagem (2 horas/aula);
14h às 17h – Aula sobre Colagem e elaboração do diário de viagem (3 horas/aula)

Domingo, dia 20:
08h às 19h – saída para a trip em van executiva pelos arredores de Brasília (11 horas de roadtrip)
-Kit lanche na saída fotográfica

*almoço no dia da trip não incluso

Segunda-feira, 28:
19h às 21h – aula pós viagem para análise do material produzido (2 horas/aula)

Programa:

. Planejamento e pesquisa de viagens fotográficas
. Narrativas fotográficas e diários fotográficos
. Reinvenção da realidade e sensibilidade aos detalhes
. Planos largos, médios e detalhes
. Discussão acerca do equipamento fotográfico mais adequado para cada situação
. Fotografia instagramática, filtros e edição mobile
. Referências de fotógrafos de viagens
. Landscape, fotografia noturna e longas exposições
. Paisagens imaginárias
. Fotografia de gastronomia
. Street photography e o momento decisivo
. Personagens da cidade em retratos documentais
. Edição: que tipo de história você quer contar?
. Fundamentos da colagem e assemblage
. Composição visual
. Construção de diário de viagem

Investimento

R$612,99 (até o dia 10 de janeiro de 2019 ou enquanto houver vagas)

Formas de pagamento
.À vista: dinheiro ou transferência bancária [5% de desconto]
.Cartão de débito
.Cartão de crédito [valor integral em até 3x]

+ Inscrições: tripf508@gmail.com

O que rolou na última trip

A saída fotográfica da trip começou domingo logo cedo, às 8 da manhã, com um lanchinho especialmente preparado pelo Quintal f/508. O roteiro foi surpresa para todos os seus participantes, e o trajeto, com duração de 12 horas, contemplou 2 cidades históricas e 2 cidades esotéricas bastante peculiares nos arredores de Brasília, além de algumas paradas pelo caminho.

Foi um dia leve de sorrisos, encontros, registros e, principalmente, muita troca, com um grupo focado nos mesmos interesses: uma experiência fotográfica.

Todos os participantes ganharam uma pequena caderneta, com a proposta de criação de um diário de viagem incluindo suas impressões, expressões e pequenos detalhes da saída. O resultado foi surpreendente, revelando nuances diversas de um grupo heterogêneo.